terça-feira, 29 de maio de 2018

PODER

* Honório de Medeiros


Ninguém está preparado para enfrentar uma irridência de natureza fragmentada. Sequer as forças armadas. Não há líderes. Cadeia de comando. Tudo acontece como se fosse um estouro de boiada, quando o centro do acontecimento está em permanente deslocamento e mutação, a depender de fatores aleatórios. Lembra a água de correnteza de rio descendo em enxurrada. Se não há chefes, todos o são, comunicando-se em tempo real, decidindo quando há brecha para tal, gerando fatos novos em alta velocidade. Tudo isso é meio caminho andado para a anarquia. Ou para uma solução de força.

Nenhum comentário: